Porque razão deixei o meu coração na Guatemala

A Guatemala é um país propício a uma grande viagem de exploração. Esquecida pelo turismo europeu, mas amada e idolatrada pelos viajantes na América Central. Uma magia inexplicável. Uma paixão que fez com que muitos viajantes deixassem de regressar a casa. É um amor sem palavras, apenas entendido por quem já visitou por estas terras Maias.

Eis algumas das razões pelas quais deixei o meu coração na Guatemala e que te farão ver este país com outros olhos.

Autênticas aldeias indígenas Maias

The Wanderlust_The WanderBlog_Porque razao deixei meu coracao Guatemala

Por toda a Guatemala, as populações indígenas vivem segundo as tradições antigas e falam os dialetos mais ancestrais.

As mulheres, cozinham tortilhas em fogões de lenha, produzem os óleos de coco e chocolates sobre pedras vulcânicas, tecem echarpes coloridas em teares de madeira e bordam camisas de linho. Os homens, cultivam de uma forma artesanal segundo o calendário Maia e pescam com canas rudimentares.

A medicina natural é respeitada e várias plantas são utilizadas para produzir bens de consumo (sabonetes, cremes, entre outros).

Ruínas Maias perdidas no meio da selva

The Wanderlust_The WanderBlog_Porque razao deixei meu coracao Guatemala_1

As ruínas Maias permanecem até aos dias de hoje escondidas na densa selva tropical. Tikal é o parque arqueológico mais famoso, contudo existem muitos outros espalhados por todo o território.

Tikal é património mundial da UNESCO desde 1979. Uma cidade poderosa e de grandes dimensões repleta de templos, pirâmides e acrópoles, onde chegaram a ter mais de 90 000 habitantes numa época pré-colombiana. Ao nascer ou ao pôr do sol assistir ao espetáculo da natureza no topo das pirâmides, é um momento único!

Vulcões com panorâmicas incríveis

The Wanderlust_The WanderBlog_Porque razao deixei meu coracao Guatemala_2

A Guatemala possuiu uma vasta cadeia vulcânica, onde muitos dos seus vulcões ainda se encontram ativos, sendo uma das principais atrações da Guatemala.

Turistas de todo o mundo, que procuram um turismo ativo, geólogos que desejam conhecer as maravilhas da natureza ou até mesmo Guatemaltecos que acreditam num misticismo ancestral advindo do interior da Terra, são atraídos por estas maravilhosas dádivas da natureza.
Subir ao pico de um vulcão é um dos grandes desafios numa viagem de aventura.

Cafés deliciosos

The Wanderlust_The WanderBlog_Porque razao deixei meu coracao Guatemala_4

Nos vales montanhosos da Guatemala, são várias as quintas com plantações de café. As comunidades rurais trabalham arduamente para produzir um dos melhores cafés do mundo. É possível conhecer as plantações, sentar com as famílias a tostar o grão do café e saborear lentamente o seu aroma delicioso.

Natureza intocável

The Wanderlust_The WanderBlog_Porque razao deixei meu coracao Guatemala_3

A Guatemala é um país de vales montanhosos pouco explorados e envolvidos de muita magia.

Rio Dulce encontra-se entre desfiladeiros e floresta tropical, sendo o habitat de várias espécies de fauna e flora e onde foi rodado o filme do Tarzan (1935).

Em Semuc Champey é possível explorar a floresta tropical e um complexo de cascatas com cerca de 300 metros de pedra calcária arquitetada em socalcos.

Em Tikal os macacos, iguanas e tantos outros animais assombram as noites quentes.

Ainda não estás apaixonado? Este é apenas o inicio de uma grande paixão. Viaja até à Guatemala e depois conta-me a tua história.

Viaja para a Guatemala com a The Wanderlust. Vê a aventura que te propomos em Na Rota dos Maias com Patrícia Campos.