The Wanderlust_Wanderlist_Irao_perola_islao

Irão, a pérola do Islão com Fábio Inácio

Irão

Uma das civilizações mais antigas e poderosas do mundo é, hoje em dia, um dos países menos compreendidos pelo ocidente.

O Irão, é um país cheio de história, cultura, arte e de gente boa, daquela que fica no coração para sempre, que te desafiamos a descobrir.

Juntos perder-nos-emos pelos infinitos bazares, entraremos em algumas, das muitas, mesquitas que existem por todos os cantos e provaremos os deliciosos sabores orientais.

Destaques

  • Conhece um dos povos mais acolhedores do mundo;
  • Vive a história da Antiga Pérsia em Persépolis;
  • Admira o deserto de Kaluts ao pôr do sol;
  • Caminha ao fim do dia entre as históricas pontes de Esfahan;

Itinerário

Dia 1 - Chegada a Tabrizver

Salam!

Bem-vindo ao Irão, mais propriamente a Tabriz, uma das maiores e mais populosas cidades do país e capital da província do Este Azerbeijão.

À chegada, serás recebido pelo nosso taxista de serviço no aeroporto que te levará até à pensão onde o Fábio te espera.

Vem agasalhado, está frio por aqui!!

Alojamento: guesthouse

Refeições: -

Dia 2 - Tabrizver

É hora de acordar e começar a explorar esta país maravilhoso, cheio de história e de pessoas lindas.

Saímos em direção ao Grande Bazar, um dos mais importantes locais de comércio e cultura da Rota da Seda entre os séculos XII e XVIII, sendo, ainda hoje, o maior Bazar coberto do mundo. Depois de muito andar pelas ruas e labirintos do bazar e de serem feitas as primeiras compras, visitamos a Jameh Mosque, a maior e mais importante mesquita da cidade.

Já de tarde, ainda com os primeiros sabores da cozinha Persa na boca, visitamos a Praça Saat onde se encontra o Palácio que foi construído depois da Segunda Grande Guerra. Parte dele, é hoje um museu que, entre muitas outras coisas históricas, contém mapas e fotografias antigas. Ainda antes do anoitecer, visitamos a Mesquita Azul, construída em 1465 e parcialmente destruída pelo terremoto de 1780.

À noite, e se todos tiverem de acordo passeamos pelo parque Shahgoli, um local onde grande parte da população jovem local vem passear e namorar durante a noite.

Alojamento: guesthouse

Refeições: pequeno-almoço

Dia 3 - Tabriz, Kandovanver

Hoje, a meio da manhã, após o pequeno-almoço e uma caminhada pela cidade, partimos para Kandovan, vila onde é inevitável a comparação com a famosa vila Turca; Capadócia. Casas trogloditas escavadas dentro de rochas vulcânicas que se confundem com os montes em volta.

A meio da tarde, depois de um delicioso almoço e de explorar esta pequena vila, temos a nossa primeira experiência do que é viajar de comboio no Irão. O nosso destino é Teerão, a capital do país onde chegaremos após cerca de 13 horas.

Alojamento: comboio

Refeições: -

Dia 4 - Teerãover

Bem cedo chegamos da nossa viagem de comboio, deixamos as malas no hostel e vamos para a rua.

A primeira impressão é de confusão, muito tráfego, muitas pessoas, muito barulho e muita poluição. Mas a capital do Irão é bem mais do que isso.

Partimos em direção do palácio Golestan, o mais antigo monumento histórico da cidade, para, logo de seguida e como não podia deixar de ser, nos perdemos pelas ruas e ruelas do Grande Bazar. Cuidado para não seres atropelado pelos carros que carregam as mercadorias!! Pelo meio temos tempo para saborear os deliciosos sumos de fruta.

O dia prossegue pelo Museu Nacional, cheio de história da antiga Pérsia e pelo riquíssimo Museu da Jóias. Ao fim do dia, damos um passeio tranquilo pela ponte Tabiat com uma vista privilegiada para a cidade.

Alojamento: hostel (dormitório)

Refeições: pequeno-almoço

Dia 5 - Teerãover

Hoje, a meio da tarde, temos mais uma viagem de comboio, desta vez até ao Sul do país, mais precisamente Shiraz, antes disso vamos visitar o norte da cidade.

Começamos pelo Bazar de Tajrish, bem mais pequeno do que o Grande Bazar, mas igualmente cheio de vida, mesmo ao lado temos a Emamzadeh Saleh Shrine onde, depois de bebermos um chá às suas portas, entramos para a visitar. Se ainda tivermos tempo e para finalizar esta primeira passagem por Teerão, entramos num taxi que nos leva até Darband, um dos locais mais liberais da cidade com bastantes restaurantes.

Alojamento: comboio

Refeições: -

Dia 6 - Shirazver

Com os primeiros raios de sol chegamos a Shiraz, cidade conhecida pelos seus poetas, flores e no passado pelo seu vinho. Também pela sua mistura de culturas, ou não estivessem por aqui as maiores comunidades de Judeus e Cristãos de todo o país. Este vai ser mais um dia a caminhar entre os principais pontos de interesse da cidade. Entre o Bazar Vakil e a mesquita com o mesmo nome até ao Castelo Karim Khan que serviu a capital do país por 30 anos e que mis tarde foi usado como prisão. Ainda antes do cair da noite, visitamos os jardins Musalla, onde está sepultado Hafez, um poeta persa que é tão adorado como um Deus. Certamente encontraremos alguém a recitar poemas e/ou a rezar perto da sua sepultura.

Alojamento: guesthouse

Refeições: pequeno-almoço

Dia 7 - Shirazver

Ainda antes do pequeno almoço saímos em direção à mesquita Nasir Ol Molk, famosa pelos seus vidros coloridos que, ao nascer do dia, criam um jogo de cores impressionante. Depois, voltamos ao nosso alojamento para o merecido pequeno almoço e para arrumar as nossas mochilas. É tempo de ir visitar um dos locais com mais história em todo o Irão – Persépolis, uma cidade construída mais de 500 anos antes de Cristo e que, ao longo da sua história, foi capital de vários Impérios.

Já depois do jantar, temos um viagem noturna de autocarro que nos levará até Kerman.

Alojamento: autocarro

Refeições: -

Dia 8 - Kerman, Kalutsver

Bem cedo chegamos a Kerman, depois de uma viagem noturna de 8 horas de autocarro. Para nos receber está o Hamid, que vai ser a nossa companhia para os próximos dois dias. Com ele visitamos o Jardim Shazdeh, a Jameh mosque e o Grande Bazar antes de rumarmos ao deserto de Kaluts, um dos locais mais quentes do mundo e provavelmente a paisagem mais incrível desta viagem. Se o tempo ajudar, poderemos vislumbrar os castelos de areia que dão o nome ao deserto a mudar de cor ao fim do dia até mesmo antes de o sol dar por finalizado mais um dia.

Alojamento: casa familiar

Refeições: pequeno-almoço e jantar

Dia 9 - Kaluts, Kohbananver

De Kaluts vamos até à casa do Hamid, na vila de Kohbanan. Hoje o dia vai ser calmo, visitamos pequenas vilas, passeamos pelas montanhas e terminamos com um delicioso jantar confecionado pela sua esposa. Arrisco a dizer que será a refeição mais deliciosa de toda a viagem.

Alojamento: casa familiar

Refeições: pequeno-almoço e jantar

Dia 10 - Kohbanan, Yazdver

Depois de uma breve viagem de autocarro, chegamos a uma das mais antigas cidades do mundo e que, em tempos, foi um dos importantes pontos de comércio da Rota da Seda, Yazd. Começamos pelo seu centro histórico, considerado Património Mundial pela Unesco e vamos até à Jameh Mosque, a mesquita com os minaretes mais altos do Irão. Por aqui, como por quase todas as mesquitas, mais do que rezar os Muçulmanos passam o tempo a socializar e a descansar, muitas vezes até é possível ver alguém a fazer pic-nic a um canto. Pelas ruas da antiga cidade, encontramos várias torres que servem de “ar condicionado” natural para combater o muito calor que se faz sentir durante o Verão ou não tivesse Yazd às portas do deserto. O que também ajudava a combater o calor era a água, e todo o processo de fazer a água chegar a Yazd está explicado no Museu da Água, local que visitamos mais tarde.

Da parte da tarde, é tempo de conhecer um pouco da cultura zoroastriana, uma das religiões mais antigas do mundo, há quem diga até que é mesmo a mais antiga e que muitas das suas crenças influenciaram o judaísmo, cristianismo e islamismo. Seguimos de taxi até às Torres do Silêncio; local onde é feito o funeral dos crentes desta religião. Nela, considera-se os cadáveres impuros, e para não violar a sacramentalidade da terra, recusam-se a enterrar ou cremar um corpo. Em vez disso, depositam o defunto no alto de uma construção nas montanhas, onde os abutres vêm e devoram sua carne. Hoje em dia, essa prática já não é comum e se algum crente desejar ter este tipo de cerimonia tem de enviar o corpo para a Índia onde ainda é permitido e têm as condições necessárias para realizar todo o ritual.

Alojamento: guesthouse

Refeições: pequeno-almoço

Dia 11 - Yazd, Esfahanver

Hoje o dia começa bem cedo. De taxi visitamos algumas vilas históricas que ficam fora de Yazd. Começamos por Chack Chack, uma vila inabitada que serve como o mais importante ponto de peregrinação para os zoroastrianos. Segue-se a Kharanaq, conhecida como a vila fantasma, mas onde ainda é possível perceber como era habitada e finalizamos esta descoberta por Meybod onde é possível ver as ruínas do Castelo Narenj, um dos locais mais importantes da região ainda antes do Islão.

A meio da tarde viajamos até à, para mím, mais bonita e charmosa cidade do Irão, Esfahan.

Alojamento: guesthouse (dormitório)

Refeições: pequeno-almoço

Dia 12 - Esfahanver

Começamos o dia na Praça de Naqsh-e Jahan, considerada Património Mundial pela UNESCO, umas das maiores praças do mundo com muito para visitar. O ponto de partida é a Mesquita de Sheikh Lotfallah, o primeiro monumento a ser construído na praça, finalizado em 1619, construída para a corte real. Nos dias de hoje, é uma das mesquitas mais visitadas do país. Depois de caminhar um pouco pela praça temos mais uma Mesquita, de nome Shah - é famosa pelas cores e tons dos seus mosaicos. Mais a frente, como sempre em forma de labirinto, entramos no grande bazar, cheio de tapetes, especiarias e cheiros. Almoçamos por lá antes de seguir para as margens do rio Zayandeh, onde passamos grande parte do tempo entre as famosas pontes e o jardim nas margens do rio, sem nunca perder a oportunidade de conversar com os habitantes locais. Sem dúvida o local onde todos vêm socializar e aproveitar o tempo antes de voltar às suas casas.

Alojamento: hostel (dormitório)

Refeições: pequeno-almoço

Dia 13 - Esfahanver

Provavelmente já estão todos apaixonados pelos Persas; uns desde o primeiro dia em Tabriz, outros que demoraram um pouco mais a soltar-se e que tiveram de esperar pelos locais de Teerão ou Shiraz para perceber o quão acolhedor e incrível é este povo.

Para poderem desfrutar da melhor forma, hoje o dia é totalmente livre. Podem passear novamente pela Praça Naqsh-e Jahan, por uma das muitas pontes que atravessam o rio Zayandeh ou fazer um pic-nic no jardim que fica nas margens do mesmo.

Alojamento: hostel (dormitório)

Refeições: pequeno-almoço

Dia 14 - Esfahan, Kashanver

De manhã, depois de terminado o nosso pequeno-almoço, seguimos numa viagem de autocarro até Kashan, onde chegamos à hora de almoço.

Esta cidade foi um dos primeiros centros de civilização na pré-história. Reza a história que os três reis magos passaram por Kashan quando seguiam a estrela que os guiava até Belém. Depois de ter sido destruída por um grande terremoto em 1780, foi reconstruída e hoje em dia é possível visitar as grandes casas históricas da cidade, e é para onde vamos depois de um rápido almoço. Abasian e Tabataeiha são as duas casas escolhidas entre algumas outras seguidas pela Casa de banhos do Sultão Mir Ahmad. Ainda antes da noite cair, visitamos a mesquita Agha Bozorg, construída no século XVIII e que também é uma escola.

Alojamento: guesthouse

Refeições: pequeno-almoço

Dia 15 - Kashan, Teerãover

Hoje a manhã é livre até às duas da tarde, pois pouco depois estamos de volta a Teerão. Até lá há que aproveitar da melhor forma.

Podes visitar o deserto e o lago seco salgado ou o Jardin Fin e a histórica vila de Abyaneh. Visitar o Bazar, a cidade subterrânea ou simplesmente passear pelas ruas, também é uma excelente opção.

Alojamento: hostel (dormitório)

Refeições: pequeno-almoço

Dia 16 - Regresso a partir de Teerãover

Hoje termina a nossa aventura pela antiga Pérsia.

Consoante a hora do teu voo, serás transportado até ao aeroporto.

Boa viagem.khodahafez

Alojamento: -

Refeições: pequeno-almoço

O que está incluído?

  • Dias: 16 dias
  • Alojamento: 5 noites em guesthouse, 5 noites em hostel, 2 noites em casa familiar, 2 noites em cabine de comboio, 1 noite em autocarro;
  • Transportes: 2 viagens de comboio, 2 viagem de transporte privado, 5 viagens de autocarro, transferes de aeroporto dentro das datas do programa;
  • 15 Refeições: 12 pequenos-almoços, 1 almoço, 2 jantares;
  • Atividades: Todas as atividades mencionadas no programa;
  • Acompanhamento e orientação durante toda a viagem pelo Fábio Inácio;
  • Grupos: 5 (no mínimo) a 11 (no máximo);

Wanderluster

O que não está incluído?

  • Passagem aérea internacional;
  • Visto: 70 €;
  • Seguro de Viagem obrigatório: 19 €;
  • Suplemento single: não aplicável;
  • Transportes não especificados;
  • Alimentação não especificada;
  • Atividades extra;
  • Visitas não especificadas;
  • Despesas de caráter pessoal;
  • Gorjetas

Próximas Datas

3 a 18 Março 2018 1480€ Disponível
29 Setembro a 14 Outubro 2018 1480€ Disponível